27 de nov de 2011

Tentativas de Organização

Busquei algumas tentativas de me organizar e queria deixar aqui registrado para mim mesmo e para quem tiver tentando achar uma maneira de se achar nessa correria.

1 - Google Agenda
Tem algumas funções legais. Mas mesmo configurando email e SMS, ainda assim não conseguia ter disciplina para usá-lo. Recentemente, descobri uma função de mandar um SMS com as atividades do dia, não cheguei a testar, mas acredito que não desse muito certo também. O ideal era mandar um resumo às 8, quando começo a pensar nas coisas para fazer (e também tentei essa opção, sem o Google Agenda, mas com um papelzinho dizendo o que tinha que fazer no dia, funcionou algumas vezes, mas outras eu só via o papel quando já não estava perto do lugar em que deveria ter feito a coisa)

2 - Google Tarefas
Ainda no contexto do Google Agenda, veio o Tarefas, que tinha a opção de riscar a tarefa. Acabou que fui superlotando as tarefas e nunca fazia. Testei colocar por ordem de data de prazo, mas acabei abandonando.

3 - Tabela de dia-a-dia
Uma previsão do que fazer a cada hora do dia, tentei no papel e no Google Docs de Tabela. Não ajudou muito

4 - Tabela de tarefas por assunto
Fiz uma tabela com assuntos em cada coluna e embaixo deles, as pendências. Foi o melhor resultado, porque eu via rapidamente o que estava pendente. Carecia de datas, mas dava pra improvisar. Mas o que perde é que não me alerta para coisas fora do cotidiano

5 - Agenda Física
Nada como riscar e encarar fisicamente uma anotação. Estou tentando essa. Ainda estou usando a tática 4, acho que as duas, aliadas, vão ser favoráveis.

26 de nov de 2011

Criar imagem em "tons de vermelho"

No GIMP, é possível tornar uma imagem em tons de cinza facilmente, sem perder qualidade da imagem, como seria no caso de um monocromático. Pensei em fazer o mesmo, só que com vermelho. Para fazer isso, CORES , MAPEAR, TROCA DE CORES...

A transformação pode ser sentida a seguir:

OBS: O fundo avermelhado foi retirado com a Ferramenta Níveis.


19 de nov de 2011

Da presença

Está presente e enraizado, em cada careta, cada mania, cada bordão que carregaremos para todo o sempre, ainda que esqueçamos, basta haver um reencontro e todos lembraremos que almoço antes de meio dia é café da manhã. E todo o resto.

17 de nov de 2011

O Rival - Luis Fernando Veríssimo

O Rival
Autor: Luis Fernando Veríssimo
O Melhor das Comédias da Vida Privada

Cláudia amava Carlos, mas não amava Carlos sobre todas as coisas. Carlos tinha um rival. Carlos um dia queixou-se para Cláudia que assim não era possível. Que se continuasse assim, era melhora pararem. Que ele nao aguentava a atençao que Cláudia dava ao rival, muito mairo do que a que dava a ele. Cláudia ficou de boca aberta. Que rival?
É preciso dizer que, mesmo de boca aberta, Cláudia era linda. Que Cláudia, além do rosto perfeito, tinha um corpo...não vou dizer "escultural", o leito pode pensar numa escultura do Giacometti e imaginar que Cláudia era magra e comprida e derramada como uma vela de andor. Ou no Henry Moore, e pensar que Cláudia tinha um buraco no meio. Não, Cláudia tinha um corpo tão bonito quanto o rosto, e o que fazia o rosto ainda mais bonito era o cabelo loiro, o vasto cabelo que escorria copiosamente, borbotante, pelos lados do rosto, e que Cláudia estava sempre ajeitando, tocando, sacudindo, desfiando, juntando atrás e predendo com um elástico e em seguida soltando, e sacudino outra vez, e desviando para trás da orelha, e apalpando, e desfiando, e enrolando no topo da cabeça, e deixando cair, e cuidando no espelho, e sacudindo, e tocando, e ajeitando, e...
Era este o rival do Carlos. O cabelo de Cláudia. Cláudia amava seu cabelo mais do que amava Carlos. Cláudia amava seu cabelo sobre todas as coisas.
-Que rival, Cacá?
E Carlos desabafou. Disse tudo o que queria dizer. Confessou a Cláudia que tinha ciúmes dos seus cabelos, Sim, ela era carinhosa com ele. Chamava-o de Cacá e, nos momentos mais íntimos, de Caquinho. Sim, mordia a sua orelha, inclusive em público. Mas não lhe dava metade da atenção que dava aos cabelos.
Claúdia começou a rir.
-Que bobagem, Cacá! Ciúmes dos meus cabelos!
Mas ficou séria quando viu que Carlos estava decidido. Era melhor terminarem, disse Carlos. E disse que ela nem se dava conta do cuidado constante que dedicava ao cabelo, dos seus repetidos gestos de amor com o cabelo, do prazer sensual que obviamente tinha em manusear o cabelo, e de como isso o aborrecia. E disse:
- Viu só? Viu só?
Pois, durante todo o tempo em que Carlos despejara suas mágoas e suas queixas contra o rival, Cláudia não parara de se olhar no espelho, e apalpar o cabelo, e passar os dedos pelos seus fios, e sacudi-lo, e ajeitá-lo, e...
Dias depois de brigarem, Carlos encontrou Cláudia com o mesmo cabelo e outro namorado. Chamado Paulo Artur. Perguntou ao Paulo Artur como ele conseguia conviver com Cláudia e o seu amor pelo cabelo. "Com humildade", disse Paulo Artur. E ficaram, os dois, olhando para o cabelo que Cláudia atirava de um lado para o outro, e apalpava, e desfiava, e sacudia...Tinham que reconhecer. O cabelo era muito mais bonito e interessante do que eles.

15 de nov de 2011

SWU - Começa com Você 2011

O festival pela sustentabilidade SWU, sucesso ano passado, repetiu a dose esse ano. Já desde lá atrás, pré-Rock in Rio, que estava de olho no Faith no More e outras coisas legais que me chamaram a atenção também: Stone Temple Pilots e Lynyrd Skynyrd (não sabia das outras que também me agradam até então), fora a propaganda tentadora na Globo ou na Multishow, com a música do Rage Against the Machine.


Sim, eu não consegui achar a propaganda


Felizmente a Multishow cobriu e pûde acompanhar, de longe, no conforto do lar, sem ter que enfrentar a chuva do cacete que tava lá na até então desconhecida Paulínia, fora os mosquitos que deve ter.

Dia 13 - Porcarias
Bom, liguei no site da Multishow logo cedo achando que ia ver algum show, mais pra testar já que esse dia não tinha nada que me prendesse muito, no máximo o Marcelo D2 e muito forçando, o Black Eyed Peas. Aí me deparei com uma palestra... sim, uma fuckin PALESTRA, já não basta na faculdade? Aí você vai pro SWU esperando rock e se depara com uma palestra, com gráficos, caneta laser e tudo mais. Isso realmente me espantou, mas, beleza, é bom ter sua parte séria, de congresso, se é pra usar isso aí de desculpa pra ouvirmos um bom rock, tá valendo! Depois, liguei a TV pra esperar os Simpsons e tava um moço de dread lá, aí explicaram que era filho ou parente sei lá do Bob Marley. O som até que não era ruim, só não é minha praia mesmo.

Teve protesto pela maconha, um bundão lá querendo entrar com a faca e ficando revoltado porque foi barrado - POR QUE SERÁ? - e ainda queria marfu erva, lamentável.


Maconha no Campus


Nem vi o D2, pretendo ver na net ainda, nem o Black Eyed Peas (esse não pretendo ver), mas pude ver no jornal qualquer da Globo que teve funk, muito chato saber que é de apologia ao crime e o negão lá não faz nem idéia da "letra" dessa bosta, o importante é conquistar as massas ... de bosta porque esse dia foi muito fraco e por sinal era dia de bandido porque tinha Snup Dogue.

Qual a chance desse fofo não ser bandido?

Ele é um cuzão idiota que nego paga pau pra ele, o único motivo de ter visto alguma coisa dele foi porque a Katy Perry é muito boa e ele aparece no clipe que ela tá linda (como sempre, mas esse é bão demais).



Clique duas vezes para ver em tela cheia


E você que ouve Snoup Bosta, você financia o tiroteio.



Sou estudanto!!
Bom, também teve um tal de SOJA que foi muito cultuado no tuinto, eu nunca ouvi falar e, sendo Soja, não deve ser bom (piada pronta), até Trakinas que era bom ficou ruim depois que usaram Soja.

Dia 14 - Dia dos Barracos
Zé Ramalho, pelo horário, foi ignorado pela Multishow (aparentemente pelo público, não, como pode ser visto no vídeo:

Gravado ao estilo oldschool, com câmera amadora, do ponto de vista do público já que a televisão falhou, que underground
)


Aí o Ultraje foi divertido, mas teve toda a confusão que deu graça. Tentando entender a situação e ficar imparcial, o que é difícil já que a tendência é torcer pelo Roger...


Da mesma entrevistadora do Dia de Rock Bebê e de algum outro momento FAIL no Rock in Rio que não lembro agora (essa moça vai sair da Multishow direto pro Manhã Maior coitada)



A porrada é aos 3:30



"Caiu na porra" AHAHAH
Outro notícias aqui: http://whiplash.net/materias/news_845/142142-ultrajearigor.html , http://whiplash.net/materias/news_845/142158.html , http://blogs.estadao.com.br/combate_rock/incidente-com-ultraje-soterra-qualquer-merito-do-swu/

Bom, é difícil buscar uma fonte imparcial, aqui a versão do Peter Gaybriel:
Ele meio que se desculpa mas não dá o braço a torcer também, bem ali na parte que ele reclama dos 15 minutos a mais do combinado. Esses 15 minutos foram de trollagem...


Ei, é o Boça!

Fechado o momento Revista Caras, vamos a um pouquinho de música. O tal do Chris Cornell (que, numa certa hora, foi considerado o culpado pelo barraco, mas nem foi, o que é estranho já que ele, em tese, também teria o palco sacaneado pelo Peter Gabriel) é o moço do Audioslave/Soundgarden, eu ouvi uma música só e achei chato, só violão e a voz dele não me agrada tanto.

Duran Duran é legal. Fizeram um show animado e bom de ouvir, mais uma banda provando que música tranqüila não quer dizer provocadora de sono. Essa eu não conhecia, bela descoberta


Tocaram Ordinary World, um clássico


Mais uma da coleção "Minha juventude foi rock britânico melancólico"

Veio o show do Peter Gabriel.

Peter Gabriel a menos de várias pilastras

Não conhecia a figura, só de ouvir falar da banda (de alguma maneira, pelo Dream Theater, se não me engano eles são influenciados) da qual ele fez parte, o Genesis. Muito papo em português, coral (explicando, mas não justificando, a necessidade de se espalhar pelo palco dos outros), gostei dessa aqui:


Não prestei muita atenção na maioria das músicas, mas pareceu agradável, vou procurar me aprofundar.

Teve também Hole AKA banda da Curtina Love AKA Viúva do Kurt Cobain. Cantou Lady Gagá...



... mostrou as peitola duas vezes (uma """sem querer""" e outra de poprósito)
E ficou PUTA quando viu foto do Kurt!


Mas música mesmo, nem ouvi, o espetáculo já ficou por conta do Ratinho em cadeia nacional.

E, finalmente, quem interessava nessa noite, os caras que tocam a essência do rock 'n roll, se você é metidão a headbange, metaleiro e despreza Lynyrd Skynyrd, você é um puta de um looser poser. Os caras tão coroa, mas ainda mandam bem, empolgam a galera, tem uma presença de palco incrível, foi um show muito bonito de se ver e gostoso de se ouvir. Destaque para os clássicos, mas não vou colocar Sweet Home Alabama como ponto alto, vou deixar essa aqui:


Então é isso, Lynyrd Skynyrd fechou com maestreza a noite, que teve Duran Duran e Ultraje. Mostrando que não precisam de firula pra fazer um espetáculo de rock. Amanhã falo sobre o terceiro dia.

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...