29 de mar de 2009

Still Alive (Portal)

Still Alive - GLaDOS

This was a triumph.
I'm making a note here: HUGE SUCCESS.
It's hard to overstate my satisfaction.
Aperture Science
We do what we must
because we can.
For the good of all of us.
Except the ones who are dead.
But there's no sense crying over every mistake.
You just keep on trying till you run out of cake.
And the Science gets done.
And you make a neat gun.
For the people who are still alive.
I'm not even angry.
I'm being so sincere right now.
Even though you broke my heart.
And killed me.
And tore me to pieces.
And threw every piece into a fire.
As they burned it hurt because I was so happy for you!
Now these points of data make a beautiful line.
And we're out of beta.
We're releasing on time.
So I'm GLaD. I got burned.
Think of all the things we learned
for the people who are still alive.
Go ahead and leave me.
I think I prefer to stay inside.
Maybe you'll find someone else to help you.
Maybe Black Mesa
THAT WAS A JOKE.
HAHA. FAT CHANCE.
Anyway, this cake is great.
It's so delicious and moist.
Look at me still talking
when there's Science to do.
When I look out there, it makes me GLaD I'm not you.
I've experiments to run.
There is research to be done.
On the people who are still alive.
And believe me I am still alive.
I'm doing Science and I'm still alive.
I feel FANTASTIC and I'm still alive.
While you're dying I'll be still alive.
And when you're dead I will be still alive.
STILL ALIVE

28 de mar de 2009

Tudo por você

Pixote - Tudo Por Você - Ao Vivo

Se eu pudesse te dizer tudo o que sinto por você
Te mudaria em relação a mim
Já tentei te esquecer
Mas eu não vejo meu caminho sem você... meu bem

Quando te vejo o tempo pára e o coração dispara
Mas você não me percebe, é o fim
Te olho e não te vejo
Te imagino em cado beijo que eu dou em outro alguém

Como eu queria me ver
No fundo dos seus olhos preso em você
Ai meu Deus quanta alegria
Se o rumo dos seus olhos me encontrasse um dia
Fico te olhando imaginando
A gente namorando
Esse dia vai chegar

22 de mar de 2009

Top 100 Artistas de Março - Vagalume

Fui na minha curiosidade e no meu ceticismo conferir os top 100 da famosa página do Vagalume. Os primeiros lugares mostravam a minha previsão do lixão comercial clássico que se vê por aí (eu estou evitando o preconceito, mas considero que a maioria das pessoas são mais preconceituosas que eu e simplesmente ignoram a maioria das músicas. Eu, por outro lado, acabo ouvindo forçado as músicas da moda, e, vai lá, curto as legaizinhas. To evitando o preconceito), o primeiro lugar é um tal de Rosa de Saron, que eu nunca tinah ouvido falar até hoje de manhã (propaganda de um show deles ou delas). Pode ser que já tenha ouvido sem saber. Não vou procurar saber quem é (lalaia). Vão seguindo os lixinhos derivados do sertanejo, os artistas de balada, os de novela, presença bem marcante de pagodeiros (não sabia que o "pagode" estava com tanta força). Até que, no número 24... Legião! E fui tendo mais surpresas dali pra baixo. A lista pode ser vista no link. Destaque para:

24. Legião Urbana
478671 acessos
25. Coldplay 460990 acessos
40. The Beatles 343075 acessos
53. Guns N' Roses 287554 acessos
56. U2 277081 acessos
63. Iron Maiden 266640 acessos
97. Metallica 192909 acessos
100. Cazuza 190000 acessos

Curiosidades: Sandy e Junior, Basckstreet Boys e Blink 182 ainda existem? Estão na lista. Considerando que o U2 é pop e está com CD novo, não é surpresa. Beatles, bom, Beatles é eterno. E, assim como Roberto Carlos, marcam presença na lista. Iron, talvez os shows estejam pesados. Mas o simples show não ia fazer tanto peso. Iron é forte sozinho.

Bom, fiquei feliz em saber que o povão tem ouvido (não que a lista signifique isso diretamente, mas acredito que indiretamente. Pelo menos demonstra interesse) essas boas bandas. Ou talvez não seja o povão sei lá. O fato é que fiquei feliz em vê-las no Top 100. E, sim, é possível ouvir músicas descartáveis e músicas de qualidade. Não é preciso ser exclusivista. É o que eu tento fazer.

*ao som de Dream Theater (A change of Seasons, Funeral for a Dying Friend/Love Lies Bleeding e Perfect Strangers)

21 de mar de 2009

Green Day - Basket Case

Green Day - Basket Case


Green Day - Basket Case

"The song was written by frontman Billie Joe Armstrong
about his struggle with anxiety; before he was
diagnosed with a panic disorder, he thought he was going
crazy. The music video, featuring the band members in a
mental institution..."

Do you have the time
To listen to me whine
About nothing and everything all at once
I am one of those
Melodramatic fools
Neurotic to the bone
No doubt about it

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned

I went to a shrink
To analyze my dreams
She says it's lack of sex that's bringing me down
I went to a whore
She said my life's a bore
And quit my whining cause it's bringing her down

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned

Grasping to control
So I better hold on

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?


I'm just stoned

19 de mar de 2009

Ahhh, acabou o verão

Bom, apesar da tentação de fazer uma retrospectiva saudosa e melancólica, não vou fazer. Ia ficar repetitivo, em relação à das férias... Sim, vai deixar saudades. Mas podia ser melhor. Fica a esperança que o próximo será melhor. Que no próximo, vou fazer mais coisas, os amores vão se concretizar, serão dadas mais risadas entre amigos, que terei mais histórias pra contar. É... passou o verão, e agora , cada um terá que encontrar sua melhor forma de se esquentar. Os casais se formam no verão para terem com quem se aquecer no inverno. Mas quando vir a primavera, nosso futuro recomeça... Venha que o que vem é perfeição, sabe...

Já neurótico com a faculdade, com um sono constante, precisando começar logo a estudar e esperando fazer uma confraternizaçãozinha de aniversário. Vamo que vamo.

Show do KISS! Quem vai??

*ao som de Coldplay (Amsterdam) e KISS (I love it loud)

16 de mar de 2009

Porra nenhuma...

Não desisti... E a gente vai levando.

*ao som de Dream Theater (Take the Time)

15 de mar de 2009

Compra um fone, filha da puta

Já estou a ponto de surtar com esses flhos da puta que ficam ouvindo música no seu moderno celular que toca mp3. Na rua, dá pra escapar, é só andar mais rápido. Ainda é ridículo, o cidadão passa parecendo que é o mais gostoso do universo com seu celular tocando música cretina bem alto. Nas filas, bom nunca tive esse problema. Ainda. Deve ser bem irritante também. Mas no ônibus... aí é o inferno. Sempre tem um cidadão maldito que coloca o seu celular, por algum motivo qualquer, pra tocar sua musiquinha. Eles devem pensar que tão divertindo todos no ônibus, que tã ofazendo um favor. Ou pra mostrar que têm seu moderno celular montado por chineses. Ou pra parecer que têm moral, pra parecer um malandrão. Afinal, moramos no país do jeitinho, do elogio da malandragem. Do "Te incomodo, que pena". Do elogio da falta de educação e da falta de respeito ao próximo. O país da atitude! Que lindo.

Geralmente a inspiração pra começarem com a palhaçada vem no engarrafamento. Já não basta o trânsito estar ruim. Já não basta o ônibus estar cheio. E nenhum filha da puta segurar sua mochila. O puto ainda fica ouvindo seu celular, e só ele no colo, mostrando que tem fé em Jesus não ajudando o próximo não segurando sua mochila e ainda interrompendo o nosso tão querido silêncio de nossa viagem de cada dia. E você fica lá, sem ação. Não pode descer do ônibus, não pode pegar outro porque provavelmente também terá outro Bozo entretendo todos no ônibus, não pode matar esse cidadão. Dá vontade de falar pro filho da puta comprar um fone. Já quase dei meu fone pra uma mulher que tava ouvindo música do meu lado (claro que seria simbólico, meu fone não é compatível com os celulares fodásticos).

Queria saber como proceder com esses imbecis, talvez se fizéssemos uma campanha "Dá um fone pra ele" ou "Jogue um celular pela janela e seja feliz", talvez assim fôssemos menos propensos a ouvir coisas que vão desde Forró Gospel a Funk de Jingle Bells. Vai ver a atitude e a falta de educação também sejam valorizadas assim.

Ontem eu quase surtei. Quase falei pro Bozinho do ônibus se ele nunca ouviu falar em fone. E descer logo em seguida, claro. Mas eu sou muito bonzinho e sem atitude, logo, sempre me fodo. Muito pacífico. Então, enquanto isso, vou guardando minha raiva. Na esperança que algumas pessoas com atitude entrem nessa briga. E alguns barraqueiros impliquem com esses retardados. E que a gente consiga ridicularizar esses doentes. E, assim, teremos o bom silêncio de nossa viagem de novo.

Em meio a meu ódio, fui pesquisar no Orcute comunidades sobre o assunto. Ei-las (!):

Compra um fone FDP - Para todos que não suportam aqueles filha da put* que ficam com o celular pendurado no pescoço escutando musica no viva-voz

Coloca a merda do fone! - Ninguém é obrigado a ouvir o mesmo lixo sonoro que você.

Odeio jéca c/ música no ônibus - Odeios troxas, otários , manés, jécas, que liga música dentro do ônibus. pega aquele celular que o pai compro em 12 vezes nas Casas Bahia e liga no ultimo achando que esta abafando. Nesses minutos que ele ou ela obriga todo mundo a escutar a música que só ela gosta, se sente Deus e pensa ser alguem influente ( aproveita que vai ser só assim mesmo na sua vida)

E uma reportagem sobre o assunto: http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u500909.shtml

Ainda quero ver um celular voando pela janela.

*ao som de Metallica (The Unforgiven III, The Judas Kiss e Suicide & Redemption)

PS: A vingança

Tudo isso, essa raiva guardada, essa falta de sossego, isso só alimenta minha vingança. Quando eu tiver um carro, quero ter um sistema de som bem fodástico. Aí, eles verão! (Vou parar do lado de um ônibus bem cheio e colocar no volume bem alto meus barulhos favoritos. De preferência os que os populares vão odiar). Muahahahahaha!

10 de mar de 2009

As Curvas da Estrada de Santos

Eu prefiro as curvas da Estrada de Santos
Onde eu tento esquecer
Um amor que eu tive e vi pelo espelho
Na distância se perder

Mas se amor que eu perdi
Eu novamente encontrar, oh
As curvas se acabam e na Estrada de Santos
Não vou mais passar

8 de mar de 2009

Guerreiro

Sabe qual é a melhor definição para guerreiro?
Guerreiro é quem duvida:
Duvida do impossível
Duvida do inatingível
Duvida do não vai dar
É quem se recusa a aceitar quando alguém disser que você não vai conseguir
Que você devia era se contentar com o que já tem
Ser guerreiro, tanto no futebol quanto na vida,
É acreditar com toda a força numa única coisa:
Você.



*ao som de Como nossos pais

7 de mar de 2009

Da Timidez (e algumas outras coisas)


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com


Em timidez, há um problema sério. Se caminha 4 passos lentos e árduos para se voltar 3, 4, 5 passos em pouco tempo. É difícil caminhar nesse terreno denso. Principalmente ultimamente, que venho bem desanimado nessa caminhada. Sem ter muito o que me inspirar. Já tive meus momentos de inspiração, foi quando caminhei mais e que tive mais vontade de continuar nessa caminhada. Nessa época, me senti muito melhor e com força para melhorar cada vez mais. Mas ultimamente, tem sido complicado.

O amor é outra sacanagem. Você demora um tempo pra encontrar alguém legal. Mais um tempo pra manter contato, depois ganhar intimidade, depois pra ver que a pessoa pode ser mais que amiga. Leva mais um tempo confuso, tentando lutar contra a paixão que já vai avançada, gasta tempo pra admitir que está gostando. Leva dias, meses sonhando (e esse tempo é muito agradável), conta as horas pra ter contato de novo. Fica nervoso quando vai fazer contato, muda seu comportamento. E, depois, quando vêm as nuvens negras do realismo sobre o sonho, você se deprime, você leva tempo lutando contra seus pensamentos negativos. Aí você leva mais tempo entre desistir ou continuar, ainda sonhando que um milagre aconteça. Tem dias que se lembra do que aconteceu de bom. Tem dias que só se pensa sobre o que mostra que devemos desistir. E você se lamenta porque não tem o know how, porque não foi eficiente. E tudo isso, sem nem ter dito "Eu te amo". Por uma combinação de falta de coragem, oportunidade e jeito. É... Levo muito tempo amando, numa coisa bem platônica, pra no fim desistir. Enquanto isso, caras mais desenrolados, sem se importarem com o que a pessoa que se está fala, sem querer fazer feliz, sem valorizar a presença, sem valorizar os abraços, enquanto isso esses caras se dão bem. E colocam em risco nossas amadas. Depois, não reclamem que os homens são todos cafajestes.

Atualmente, estou a ponto de desistir, mas ainda acreditando em milagres, em algo que faça me arrepender de tudo que disse aqui. Mas, a princípio, da desistência vem a descrença no futuro, se é pra não acontecer nada, então melhor não se apaixonar. Isso evita decepções (consigo mesmo). As músicas que talvez tenham sido tocadas nesse post mostram essa contradição. Uma bela música de desistência do Cartola e uma bela música de crença no amor de Vinícius de Moraes e de Tom Jobim.

----------------------

Tava pensando aqui em separar minhas bandas favoritas por sentimento. Talvez não as favoritas, mas a que mais caracterizam os sentimentos, e que eu costumo ouvir quando sinto esse sentimento. Sacou? Não? Claro que sacou, considerando que ninguém lê essa porra, ninguém sacou. Se ninguém sacou, então todo mundo sacou. Foda-se, vamos ao que interessa.

Metallica pra agitar (e inícios de ódio); Kiss pra dançar; Coldplay pra amar; U2 pra acreditar no amor; Legião Urbana pra desacreditar no amor (e também pra se revoltar); Ac/Dc e Guns pra animar; Slayer pra descontar a raiva; Dream Theater pra pensar e vibrar. Talvez Stratovarius pra cortar os pulsos.

*ao som de Não quero mais amar a ninguém, Eu sei que vou te amar, Mulheres (Martinho da Vila), Walk On (U2), Don't You forget about Me (Simple Minds)

3 de mar de 2009

Um dia ruim

Um dia ruim é apenas um dia ruim, não tem nada demais. Se é pra ser ruim, que seja péssimo. Assim, teremos histórias pra contar e, no futuro, rir da própria desraça, como que assistind a um programa humorístico. Mas ainda não rio da desgraça. Só o Orkut ri de mim: "Sorte de hoje: Hoje pode ser um dia excelente e maravilhoso - só depende de você". Todo o meu cronograma foi pro lixo. Ahh, Always with me, Always with you, será que um dia poderei asar ao som dessa música? Tudo foi pros caralho.

*ao som de Joe Satriani (Crushing Day, Always with me, Always with You e Satch Boggie)

1 de mar de 2009

Sacrifício

Saudades do meu cabelo grande... Agora, é esperar 4 meses e talvez eu fique plenamente satisfeito de novo (depois, mais 2 meses e saímos do ápice). Acho que passou do ponto. Agora, é tempo de reconstrução. Uma transição apra uma nova fase, ou talvez continuação do que estava antes, o utalvez nada aconteça e isso de acreditar em renovação seja uma grande besteira.

Aqueles fios embaraçados e já incovenientes (talvez pudesse ainda controlá-los, sempre ceifo a moita meio contra vontade... Mas sacrifícios precisam ser feitos) marcaram uma boa época. Eles tinham história... No corte anterior, precursor dessa fase, eu não estava satisfeito. Recomecei e tratei de cultivar, de cuidar bem. Fiquei satisfeito. Nesse meio tempo muitas coisas aconteceram, do esporte ao amor. A ida de bicicleta até a praia. Os aniversários. As trilhas. Do Natal ao carnaval. As pessoas que surgiram. As experiências de vida. Dos filmes (a água viva, o vampiro e o sim para tudo). Dos abraços tímidos. Das euforias. Dos sonhos. Do pôr do sol e das nuvens. Da ascenção à queda (a melhora tendendo à perfeição e as decepções). E estou eu, aqui, mais uma vez, fazendo cena sobre uma coisa boba, como foi comentado sobre "Uma Volta na lagoa".

E, desses tempos de boas lembranças, ficaram apenas os tiques do cabelo grande, um cronograma a não ser cumprido, cicatrizes e aprendizados. Mais vontade de aprender do que aprendizado em si. Já é um bom passo. Quem sabe, um dia eu aprenda? Quem sabe esta nova fase, esse recomeço não trarão mudanças para melhor? Ainda tenho muito a cumprir, melhorar, questionar, se entristecer... Então, vamos caminhando, já vem vindo as Águas de Março. Hora de correr e ser feliz. E ser cabeludo de novo.

*ao som de Spyzer project (I feel so free) e Tiësto (In the Dark)
Spyzer Project - I feel so Free

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...