26 de out de 2009

Dia do Funcionário Público

Depois de gastar meus carboidratos na academia pela manhã e tentar recuperá-los no almoço, fui para a Barra consertar meu som (até que enfim! Mas a multifuncional da hp, acho que já era...) E da eletrônica (!), parti para o Barra Shopping, na esperança de comprar a Fazer Eletrônica (!). Não achei na Saraiva, vi outras de eletrônica ou de computação que me interessaram, mas não levei. Investi em dois livros. Cartas a um Jovem Cientista, do Marcelo Gleiser do Fantástico e Os Simpsons e a Ciência. Comecei a ler e a leitura é aparentemente boa nos dois. Isso é ótimo para maus leitores como eu. Fora que os assuntos são interessantíssimos. Talvez eu explique o porquê mais adiante. (se bem que dispensa explicação: Simpsons e ciência...)

O primeiro parágrafo do livro do Gleiser é muito bom. Me identifiquei com muitas coisas, ele também entrou para química (aquela velha história, a química é a ciência que você pode ver física e matemática e ainda ganhar dinheiro com isso. Mas na prática não é bem assim...), mas logo foi pra Física. Também esteve em dúvidas. Ele fala das cobranças e tudo mais, a leitura estava fluindo bem, até eu decidir vir pro computador estudar bloguear (bom a internet caiu por alguns minutos, eu quase comecei a simulação de Eletrônica.) Pretendo ler na perda de tempo diária do ônibus (isso quando é possível, afinal, às vezes tenho que pegar o 267 da morte), mas nem sei se vou conseguir. Talvez, nas horas vagas da faculdade. Ou sei lá quando.
O dos Simpsons, só por ser dos Simpsons, já vale a pena. Acredito que eu vá me interessar bastante, afinal, fala de ciência e tecnologia e de Simpsons, dois assuntos que gosto muito. E quem sabe, eu descubra alguns bons episódios que ainda não assisti.


No mais, quero destacar a presença sempre constante de mulheres boas (as mamães não fogem) no Barra Shopping. Eu vinha sentindo falta de ver umas boas mulheres. Principalmente freqüentando o bloco H e só indo ao Rio Sul (ao contrário do que eu pensava, o Rio Sul não se compara ao Barra Shopping nesse questio). Umas, talvez, até tenham olhado pra mim (é provável que seja ilusão). No fim das contas, sem querer, ir no Barra Shopping elevou um pouco minha auto-estima.

Agora, tenho que terminar os trabalhos químicos, eletrônicos e físicos. E amanhã, tem provinha de Industrial (é, deveria estar decorando estudando os slides) e matéria nova de CL. Ciao.

PS: Estou sem rádio pra ouvir porradaria bem alto. Fuuu. A compensação? Que o rádio venha consertado e assim possa usar o auge de seus 12 W RMS (sim, eu sei o que é RMS! A aula do Darcy já serviu pra algo!)

25 de out de 2009

Nohta Menthal

I'm waiting in my cold cell, when the bell begins to chime.
Reflecting on my past life and it doesn't have much time.
'Cause at 5 o'clock they take me to the Gallows pole,
The sands of time for me are running low.

When the priest comes to read me the last rites,
I take a look through the bars at the last sights,
Of a world that has gone very wrong for me.

Can it be that there's some sort of error.
Hard to stop the surmounting terror.
Is it really the end, not some crazy dream?

Somebody please tell me that I'm dreaming,
It's not so easy to stop from screaming,
But words escape me when i try to speak.
Tears flow but why am I crying,
After all I'm not afraid of dying.
Don't I believe that there never is an end.

As the guards march me out to the courtyard,
Somebody cries from a cell "God be with you".
If there's a God then why has he let me go?

As I walk all my life drifts before me,
Though the end is near I'm still not sorry.
Catch my soul, it's willing to fly away.

Mark my words believe my soul lives on.
Don't worry now that I have gone.
I've gone beyond to see the truth.

When you know that your time is close at hand.
Maybe then you'll begin to understand,
Life down here is just a strange illusion

Hallowed Be Thy Name

20/7: Um dia importante para mim... Talvez não pra você.

24 de out de 2009

Sobre besouros e felicidades [reprise]

Olhando meu falecido blog (o vaproinferno1), encontrei um post com um texto bem bacaninha. Resolvi revivê-lo aqui:

Ao ver um besouro voando com aquele jeito desengonçado, você já parou para pensar em quanto a vida dele é curta? Muitas espécies de besouro passam vários anos ziguezagueando debaixo da terra sob a forma de diminutas lagartas, antes de finalmente emergir com as asas barulhentas e a carapaça brilhante de um besouro adulto – para viver assim por apenas mais um mês, ou mesmo uma única semana.

Dou esse exemplo para mostrar quanto a vida é curta quando vista em retrospecto. Por mais irrelevante que a existência de um besouro nos possa parecer, é importante notar que, na dimensão temporal do universo, nossas vidas são momentos ainda mais breves. Mesmo que pudéssemos dobrar ou triplicar nosso tempo sobre a Terra, a vida humana continuaria sendo de uma brevidade irrelevante diante dessa grande engrenagem. Então, o que realmente importa não é a quantidade de anos que você ainda tem pela frente – e sim como você aproveita cada momento da sua vida.

Não sou o tipo de pessoa com credenciais para dar conselhos sobre a vida de ninguém. Não tenho idade suficiente para tanto e também não sou sábio ou sensato o bastante (como os inúmeros raios X que tive de tirar em decorrência da minha paixão pelos esportes radicais podem comprovar). Mas, se você estiver interessado, ficarei feliz em compartilhar algumas idéias que me são caras. E que, quando colocadas em prática, são capazes de me fazer voar pela vida como um besouro feliz.

OBTENHA PRAZER ATÉ COM AS COISAS MAIS BANAIS
Nada na vida é aborrecido quando examinado com atenção. Reserve uma parte de seu dia para simplesmente admirar o mundo à sua volta. E saiba ver beleza tanto na sua complexidade quanto na sua maravilhosa simplicidade.

OUÇA COM ATENÇÃO
O mundo em que vivemos é muito caótico e barulhento, e às vezes é difícil saber onde foi parar a poesia da vida. Mas, se conseguir ficar em silêncio e ouvir, você a encontrará.

VIVER É APRENDER
O prazer de descobrir novas coisas deve ser uma missão em nossa existência. Aprenda mais sobre o universo e sobre o lugar que você ocupa nele a cada dia.

PENSE POR SI PRÓPRIO
Você se conhece melhor do que qualquer outra pessoa. Como então deixar que os outros digam o que você deve ou não fazer? (Sim, isso vale para o que eu digo também!) Faça suas próprias escolhas, siga sua estrela, viva seus sonhos. Acredite em si mesmo – é uma honra incrível ser quem você é!

INVENTE, INVENTE, INVENTE...
Acredito sinceramente que essa é a razão pela qual estamos aqui – para criar. Afinal, nossa maior motivação como seres humanos é criar uma nova vida através dos nossos filhos. Neste mundo há criadores e consumidores, e é importante dar mais do que se tira. Não aceite as coisas pelo que elas são. Torne o mundo um pouco melhor durante o seu tempo nele.

ACEITE O DESCONHECIDO

Ignorância é sinônimo de medo. E uma vida passada no medo não é vida. Assuma riscos, teste seus limites e faça da dúvida uma amiga.

ENCARE COM SERIEDADE AS SUAS PAIXÕES, MAS NÃO SE LEVE MUITO A SÉRIO

Ria de você mesmo tanto quanto puder – acredite, as pessoas felizes fazem isso!

ENERGIZE-SE

A fadiga nos torna covardes, já que nossas forças físicas, mentais e emocionais estão interconectadas. Por isso, coma e durma bem e mantenha a boa forma. Nesta dimensão, seus limites decorrem basicamente de quanta energia você tem para gastar. A vida é um esporte que requer resistência – e é melhor estar preparado.

AJA COM OBJETIVIDADE

Não deixe que as situações se arrastem, especialmente se elas são incômodas. Tome cada decisão como se ela fosse essencial – assim você fará cada coisa uma só vez, e da maneira certa. Daí, siga em frente.

DEDIQUE TEMPO À NATUREZA

Não se esqueça de que você é um cidadão da Terra. Respeite o planeta e encontre seu lugar nele. Admire as estrelas de vez em quando, passeie pela praia, mergulhe no mar, caminhe pela mata. Você é apenas uma dentre muitas criaturas maravilhosas que habitam esse lugar – e vale a pena gastar um pouco de tempo aprendendo a conhecer esses "vizinhos". Pode ser uma experiência divertida e reveladora.

BUSQUE A BELEZA E A SATISFAÇÃO VERDADEIRAS
Não se conforme em ter apenas uma versão barata da vida que você realmente queria viver. E não se deixe enganar a respeito de quem você é e daquilo que o faz verdadeiramente feliz. Desejos rasos equivalem a uma vida rasa. Lembre-se: você pode gastar dinheiro à toa e logo juntar mais – mas, se você gastar seu tempo à toa, nunca mais poderá recuperá-lo.

SEJA TÃO GENTIL E SIMPÁTICO QUANTO POSSÍVEL

Não se ganha nada sendo rude, antipático, cruel ou agressivo com os outros. Quando atuei como pára-quedista no Exército, aprendi muito bem que "quem com ferro fere, com ferro será ferido". Além disso, mesmo não sendo budista ou coisa parecida, a experiência de ter tido um maxilar quebrado – e que ainda hoje dói – me ajuda a lembrar que é melhor manter a calma e procurar soluções inteligentes do que resolver conflitos na base da força.

CELEBRE A VIDA
Bem, o que dizer sobre isso? O champanhe foi feito para brindar!

Bradley Trevor Greive, autor de "Um dia daqueles"

20 de out de 2009

What a Nerd...

Eis que toca uma música. E daí eu digo: "Caraca! Eu conheço essa música, é do GTA Vice City!!!" Daí vem o complemento do Adriano - momento nerd: conhece a música através do jogo!
A música era essa:

http://www.youtube.com/watch?v=PfT5gDxjV1s

Segundo esse site, tocava na Wave 103. Lá tem a lista das músicas do GTA, é bem bacaninha. Mas algo me diz que tá faltando coisa.

*ao som de Blondie - Atomic

15 de out de 2009

Um dia sem Fundão

Bom, aproveitei o dia dos mestres de hoje (que apesar de ser um dia normal na UFRJ, por coincidência, não tive aula) para dar uma perambulada pela cidade. Tinha que ir em Botafogo e, na minha necessidade de pegar dois ônibus, fui para o Centro. Por acaso, estava passando um 268 vazio. "Vai ser nesse mesmo!". Depois de uma bizarrice do tipo vender escova de dente no ônibus (a balinha, eu entendo perfeitamente... Agora, quem iria comprar uma escova de dente no ônibus? "Poxa, que coincidência, estava mesmo querendo comprar uma escova de dente!" ou "Justo agora que eu tava precisando"? Não acredito, mas uma pessoa comprou. O cara ainda teve a força de vontade de oferecer a cada um do ônibus... Fui para o centro, no Campo de Santana de cutias e patos e muitos seres humanos passando sem nem reparar nesses bichinhos (provavelmente passam todos os dias e já estão acostumados, mas é possível que nunca nem tenham reparados). Vim botando defeitos na cidade, das Olimpíadas, dos buracos e sistema de transportes de merda, do rio Maracanã fedido, mas o Campo de Santana me sensibilizou. É, ainda têm coisas que se salvam nessa espelunca. Apesar de o Campo de Santana ter seus problemas também. Mas se esta fosse uma cidade decente, esse lugar seria genial. Fui comprar meus circuitos integrados, porém "essas pessoas de cursinho" levaram os CIs que eu queria. Pelo menos comprei uns LEDzinhos pra brincar e tenho uma noção do preço."Brinca aí!". Fui para o Infocentro, carregar minha tinta da hp, obviamente não compraria o original pois não patrocino a hp... Enfim, tinha chegado a hora de ir para Botafogo. Sim, surgiu um 119, rapidamente cheguei. Aparentemente, ir pela Barra de manhã é uma grande cilada. Levo horas pra chegar em São Conrado (geralmente chego em São Conrado já atrasado, daí até Botafogo, isso se torna extremamente atrasado...) Saí de lá querendo almoçar ("Eu quero almoçar" batendo na bancada), nem deu para ficar refletindo na Praia Vermelha, e também estava terminando uma ventania, ia ficar insuportável na praia com aquele vento. Parti para o Rio Sul, comprei umas roupas baratas e vim para minha terrinha.

À tarde, fui convocado para uma trilha urbana, de bicicleta, subindo a rua onde moro (e uma outra rua, que é continuação dela). Sim, é uma puta ladeira, algumas criancinhas retardadas ficaram rindo do meu pífio desempenho na subida (meus amigos subindo rapidamente e eu subindo em slow motion). Depois, não havia jeito, tivemos que empurrar nossos camelos. A vista lá de cima é bem bacaninha, mas estava nublado (sim, chuveu depois e eu cheguei muito molhado em casa), volto lá num dia mais bonito para tirar fotas melhores... Pretendo editar isto aqui e botar as fotenhas! XD

Bom, agora estou em casa, coçando o saco, convencido que me vou me fuder na prova de Equilíbrio de Fases (não consigo fazer uns exercícios...), desisti de ficar estudando, fiz todos os exercícios que tinha acesso com gabarito e esses 3 ou 4 que não consegui fazer talvez caiam na prova. Tenho que rever uns conceitos, descobri hoje, na véspera, que estava interpretando uma coisa errado. Mas agora, estou totalmente sem saco de estudar (deve ser o fato de eu não ter tomado o carboidrato hoje, ele geralmente que me anima), querendo jogar algumas coisas pro alto, talvez querendo sumir (bom, a vontade tá menor agora, mas seria uma boa se alguém notasse) ao mesmo tempo que queria ver mais uma pessoinha. Mas é coisa utópica, não há jeito.Agora, devo preparar minha apresentação, perder mais tempo com coisas que não funcionam. E hoje? Ah, foi legal. Os lugares diferentes, as várias vertentes da cidade. Zona Norte, Centro, Zona Sul e a old e good Zone Oeste do lado de cá (ir pra do lado de lá, já seria uma volta ao mundo grande demais). Anyway.. kisses e aproveitemos o ciclone que está passando pelas nossas cabeças.

*Ao som de : Snow Patrol (Perfect Little Secret), Counting Crows (Accidently in love) e Grindei (Wake me up when September ends)

12 de out de 2009

Who feels love?

Thank you for the sun the one that shines on everyone
Who feels love
Now there's a million years between my fantasies & fears
I feel love
~Oasis

10 de out de 2009

The Smiths - Ask



Shyness is nice and
Shyness can stop you
From doing all the things in life you'd like to

So, if there's something you'd like to try
If there's something you'd like to try
ASK me - I won't say no - How could I?

Coyness is nice and
Coyness can stop you
From saying all the things in life you'd like to

So, if there's something you'd like to try
If there's something you'd like to try
ASK me - I won't say no - How could I?

Spending warm Summer days indoors
Writing frightening verse
To a buck-toothed girl in Luxembourg
ASK me, ASK me, ASK me
ASK me, ASK me, ASK me
Because if it's not Love
Then it's the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb
That will bring us together

Nature is a language - can't you read?
Nature is a language - can't you read?

So ASK me, ASK me, ASK me
ASK me, ASK me, ASK me
Because if it's not Love
Then it's the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb
That will bring us together

If it's not Love
Than it's the Bomb, then it's the Bomb
That will bring us together

So ASK me, ASK me, ASK me
ASK me, ASK me, ASK me

2 de out de 2009

Pandemônio

Rio de Janirou... cidade das Olimpiadas (sem acento, talvez um trocadalho do carilho, talvez uma adequação às pseudo-correções da língüa portuguesa (sim, eu sei que não tem trema e sim, com a nova ortografia não teria nem fudendo)). Temos dinheiro sobrando pra bancar esta merda. Tiramos onda. Teremos metrô? Claro, afinal já temos a linha 6 deixada pelo Pan, o túnel da Grota Funda. Ou talvez só tenhamos o "Metrô" Barra (ônibus), faixas vermelhas desenhadas pela cidade e obras superfaturadas em cima de terreno pantanoso de herança do Pã.

Então tá, vamos às homenagens. Já temos uma festinha pra domingo pra torrar nosso dinheiro sobrando. Ué, por que não? Se a Ayrton Senna tem crateras , se eu levo 2 horas pra chegar em Botafogo ou se as escolas públicas são uma piada, isso faz parte do processo. Isso é pros otários reclamarem. Temos que aproveitar a vida, festa cara! Deixa de ser chato, ó Gordinho do Latim. Se o 179 é Linha Amarela ou via Jóquei, isso também não faz a menor diferença. O importante é botar no letreiro "Parabéns Rio 2016". Inclusive, 2016 é o número do ônibus que eu pego pra ir pra Botafogo (lembro que a primeira vez que estive em Botafogo, eu vi esse ônibus e comentei pra um amigo meu, um dia será o ano desse ônibus HA HA HA HA). Hoje de manhã, descobri que fica uma porrada de 2016 em Bonsucesso fazendo hora. Talvez seja por isso que eu espero tanto pra ele chegar (eu poderia reclamar da variante via linha amarela dele, de manhã, mas isso não vem ao caso. Não posso sair do clima de festa). Já a VIVO, que às vezes está disponível para "Só emergência", decidiu mudar o nome da rede de VIVO RIO para VIVO COM RIO 2016! (2016 fatorial que, por sinal, é um número muito grande...)



tentativa frustrada de comprovar o fato acima, para surto psicótico do Adriano, que aparentemente tem preconceito com fotos tremidas (forçando, dá pra ler VIVO COM RIO 2016! vai...)

E o que eu tenho a ver com isso? Sou obrigado a ter uma comemoração de algo banal no meu celular? Bom, antes VIVO COM RIO 2016! que Só emergência!!!!

*ao som de U2 (Angel of Harlem) - música do dia! (se bem que estive com Under a glass moon na cabeça também, mas acho que essa do U2 foi a do dia mesmo). Enfim, foda-se.

Prova de Métodos done.

E a agradável sensação de devem cumprido... Ahhh!

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...