31 de jul de 2010

Itinerário 611 / 240A - Curicica x Nova América


fonte: Metrô Rio


Recentemente vi um 240 com a pintura do metrô, primeiro eu achei que fosse um da integração Nova América x Alvorada indo para a garagem, depois percebi que estava com passageiros e logo pensei que a Litoral Rio estivesse fazendo merdinha, usando a pintura do metrô para uma linha normal. Fui informado pelo meu amigo Mendes que se tratava da nova linha que ia até o Nova América e decidi usar dela um dia desses.

O itinerário é o mesmo do 240 Linha Amarela, basicamente (veja na figura abaixo). Quando fui entrar, tive a surpresa. Havia um comunicado na frente do ônibus. "Senhores passageiros, em breve integração com o metrô. Agradecemos a compreensão" ou algo do tipo, não lembro, uma semana depois. Mas, como assim?? Não tem integração com o metrô? Então, minha idéia de antes meio que estava certa, mas é menos frustrante que usar a pintura para uma linha convencional, isso seria resultado de uma bagunça extrema. Bom, por enquanto a linha é caça níqueis e só serve para um universo bem específico de quem vai do Nova América para o Pechincha e a Taquara. Infelizmente, a linha, ao contrário da linha que vai pra Alvorada, não tem integração com o integração Fundão e morri 2,90. Tomara que a linha faça essa integração logo. Eu achei que o sistema simplesmente o mesmo do PAN-Alvorada, só ia mudar a vista na frente, mas o mecanismo de integração com o metrô e o 696A e 634A fossem mantidos, bem que podia ser assim, acho que não custava nada. Era só programar a maquininha do Rio Card. Enfim, espero que a linha deixe de ser um caça níqueis logo e passe a fazer integração com o metrô. Agora, tenho uma integração com o metrô a 2,5 km de casa, já está melhorando. E, com as obras da linha 4 se tornando realidade (é de verdade mesmo, eu vi as obras ali chegando na Barrinha, numa pedra que tem ali), quem sabe a integração não passe por aqui até 2016. Inclusive, essa linha 4 deveria passar no Rio das Pedras, só quem passa na Barra e repara nos pontos de ônibus percebe o quão desesperadora é a situação, a solução é mesmo o transporte de massa.


fonte: Metrô Rio

EDIT:
Saiu hoje no site da prefeitura uma notícia que diz que a tarifa do Alvorada x Del Castilho será R$2,70 para quem não fizer a integração e que está autorizado o funcionamento da linha 240A como integração com o metrô, com os seguintes preços: R$2,90 só o ônibus e R$3,80 a integração com o metrô. Fonte: http://www.rio.rj.gov.br/web/guest/exibeconteudo?article-id=1058417

EDIT2:
A partir de agora, a linha 240A está circulando com nova numeração, 611, e integração com o metrô, como a linha 614 (antiga PAN, que vai para a Alvorada) e diferentemente das 610 (Praça Seca) e 613 (Riocentro), sem integração ainda.

EDIT3:
A linha 614 (Alvorada x Del Castilho) não faz mais integração com as linhas para a Cidade Universitária (antiga integração ônibus-ônibus Barra, extinta)

Qual o preço do 614? R$ 3,10 (só ônibus) [fonte: blog ponto de ônibus] e R$ 4,35 (metrô+ônibus) [fonte: MetrôRio]

Qual o horário do 614? [fonte: MetrôRio]
Segunda a Sábado, das 6 às 22:45
Domingos e Feriados, das 7:30 às 21:30

Integrações:
  metrô - sim
  bilhete único carioca - sim (atualizado em 01/06/2013)
  bilhete único intermunicipal - sim

Bairros atendidos: Curicica, Taquara, Pechincha, Cidade de Deus e Del Castilho

30 de jul de 2010

O político subiu o morro sem gravata, dizendo que gostava da raça

Aproveitando o gancho das eleições, acredito que muito candidato esteja aí, pesquisando no Google como parecer simpático aos póbris e ganhar um montãozão de votos, vou ensinar uns truques que aprendi, aqui no Rio de Janeiro, uma cidade de pessoas mal educadas, como se aproximar do povão. Como já dizia Bezerra da Silva em seu manual Candidato Caô Caô (uma bíblia seguida à risca por candidatos picaretas do povão), "Ele subiu no morro sem gravata/dizendo que gostava da raça/ foi lá na tendinha e bebeu cachaça/ e até bagulho fumou". (sim, eu já ex-citei essa música, tá aí no blog em algum lugar). Então como ser um favelado:

1 - Celular no Viva Voz



Essa é clássica. Já reclamei disso no tópico Compra um fone filha da puta . Típica coisa de pobre fudido que comprou o celular por dez reais já que o imbecil não sabe multiplicar e acha que está pagando só 10 reais, mas não lembra que todo mês vai ter que pagar, 50 vezes 10 dá 500 mais os juros, mas o maluco nem sabe multiplicar, vai saber fazer conta com juros compostos?

2 - Nextel


Não satisfeito em ser um pau no cu com sua música fedorenta e ver novela, o filhodaputa compra um Nextel nas mesmas condições casasbahianenses de prestações descrita acima. E aí, você está lá, tranqüilão, curtindo o silêncio de sua viagem e um pobre, querendo tirar onda e ao mesmo tempo economizando uma ligação, fica mandando cambios e mais cambios por essa merda, fazendo pi pipi, vai se fuder, é código morse isso? Inclusive, todos sao obrigados a saber do forŕó que os dois pobres estão combinando.

3 - Fale alto pacaralho
Image Hosted by ImageShack.us

Isso nem precisa explicar né.

4 - Sentar com as pernas bem abertas

Afinal, macho que é macho tem que demonstrar a masculinidade.

Enfim, essas são apenas umas dicas, em breve trarei mais (se eu despejar tudo de uma vez só, meus queridos leitores vão se entediar e não vão voltar, tem que fazer o suspense né?). Mas ja
aviso que eleitor é tudo pau no cu, paga um pau do cacete. Minha família está sendo mal falada aqui na rua porque não permitimos o cartaz do senhor candidato a deputado Pedro Paulo (o qual eu faço propaganda negativa até a morte ), inclusive o pau mandado cabo eleitoral disse que "devia ser proibida a propaganda de outros candidatos". Os eleitores estavam pagando um pau pro cabo eleitoral (porca miséria), chamam de doutor e o caralho (mas não chamariam pessoas com doutorado assim, chamariam de otários pois ficaram estudando enquanto o Robinho ria de todos nós faturando milhões). Votem bem. Votem no Bebeto e no Romário! É teeeetra :D

*ao som de Steppenwolf (Magic Carpet Ride) e Metallica (Jump in the fire, Motorbreath, The Four Horseman, Hit the Lights, Too late too late)

23 de jul de 2010

Exibir "O que estou ouvindo" no MSN/Windows Live Messenger pelo VLC

Ultimamente tenho enfrentado lentidão extrema com o Windows Media Player (computador nas últimas, ou talvez apenas a Micro$oft errando na mão nas últimas versões do WMP) e venho executando as faixas no VLC, um excelente player grátis, de interface simples, mas potente. Só vinha usando o WMP para exibir a frase no MSN, mas decidi botar um ponto final nisso. Busquei na net como exibir a música que estou ouvindo no VLC .

Dois sites me ajudaram nessa busca, êi-los:

http://forums.whirlpool.net.au/forum-replies-archive.cfm/681393.html - É um fórum onde uns caras explicam como inserir essa versão no VLC em inglês, como minha versão era em português, não deu pra me localizar muito bem. Mas lá aparecem as opções de exibição, você pode exibir, além dos nomes da música e do autor, o álbum, o ano entre outros.

http://www.screentoaster.com/watch/stVU1TQ0ZKQFhfSVhdUlld/now_playing_in_vlc_in_msn_windows_live_messenger - Tem um vídeo explicativo, bem didático que ensina, é só se localizar a partir do vídeo.

Em resumo, o que tem que ser feito é ir em Ferramentas, depois em Preferências (ou, simplesmente, apertar ctrl+p). Na janela que aparecer, tem que ir lá embaixo, em "Mostrar configurações" e selecionar Detalhado.


Print da
versão em inglês, créditos: whirlpool

E aí, ir em Interface , Interfaces de Controle e, finalmente, em MSN. Lá haverá uma caixa de texto, é para colocar as opções que estão explicadas aqui e que eu me referi ali em cima. Na dúvida, deixe como está. Para ativar, volte para Interfaces de Controle e Selecione "Reproduzindo no MSN". Pronto, agora, é só fechar o VLC e tornar a abrí-lo, verificar se o MSN tá com o "Ativar o que estou ouvindo" selecionado e aproveitar.

Versões:
VLC media player 1.05 Goldeneye
Windows Live Messenger 2009 versão 14.0


*ao som de Dream Theater (A Fortune in Lies)

20 de jul de 2010

Um dia DAQUELES

Querido dário vírgola o dia dia que começou, aparentemente, sem pretensões de ser um dia péssimo (com exceção da certeza que iria me fuder na prova de sistemas digitais)... Até que eu descubro que o São João x Barra não está mais entrando no Fundão quando ele, como nos meus pensamentos negativos, vira pro lado oposto do Fundão




A parte de se fuder na prova já foi citada, nenhma surpresa (apenas para os que pretendiam colar, posi o professor ceifou o compartilhamento de informações (ou pelo menos só fingiu ser mais difícil, após isso, sumiu da sala, deixando-a vazia) e eu que não colo (é um dogma, paciência), reprovo mas não colo, me fudi sozinho independente dos outros, mas ainda há salvação, segundo as pessoas que passaram no período passado e juram que não sabem como).

Na aula de evolução da ciência, após entregar o trabalho escrito, o professor me roga a surpresa que eu teria que apresentá-lo na hora, pra incrível platéia de quase 70% das pessoas desconhecidas. A arte de fuder com os outros...

Tá, o almoço. Já atrasado, almocei com meus chefes... No kilo what's? , vi uma garota pegável que valia a pena pois só pegou carne e batata frita. Pena que tinha um panaca que estava já a agarrando... Prova de sistemas lineares, a bomba inesperada. Final me esperando já... Saio tarde da longa prova e tomo esporro do professor da outra matéria, a qual estou em recuperação, pois "eu tinha chegado 10 minutos atrasado" pro exercício valendo nota que ele passou... Okay, okay. Vou pegar o ônibuszinho pra casa. Encontrei o Adriano no bloco H, trazendo a discórdia.

Num engarrafamento monstruoso fudido, depois de alguns minutos nem ônibus interno passava mais na Reitoria. Apenas o cara maluco que ficava afinando o violão e uma fila de várias pessoas enfurecidas com oatraso do maldito ônibus. Depois de ser informado que o ônibus não ia conseguir chegar na reitoria, andamos da Reitoria até o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (segundo o Google Maps, 3 km) e pude comprovar o caos instalado.

Ah sim, meu dia começou pisando na lama, é que isso já ficou tão comum depois das obras aqui que esqueci de mencionar.

Bom, pelo menos descobri que passei direto em Eletrônica (aulas boas + estudo dirigido dá nisso) e acho que estou livre de evolujokes... e, provavelmente, de piadas eletromagnéticas.

E assim termina o dia do miguxXxXxXXxu (a Rayne me desejou feliz dia do amigo, se não fosse ela e o professor agradecendo alto um telefone de dia do amigo na sala, nem iria saber (tá, eu saberia agora, com as piadinhas que o Carlos tá fazendo do dia do amigo rere))


19 de jul de 2010

Mudar teclas de atalho para mostrar área de trabalho e konsole no Red Hat

Vou mostrar aqui o que fiz hoje para mudar a tecla de atalho ctrl+alt+d do Red Hat (KDE) que exibe a área de trabalho pra tradicional windows+d que eu trouxe dovício do Windows e do Ubuntu, já que também adaptei pro Ubuntu (conforme este tópico). Já havia explicado como mudar o atalho no ambiente Debian do Ubuntu (Mudando o atalho da área de trabalho e do terminal em Shit happens e ctrl+alt+del no ubuntu).

No Red Hat, temos que fazer o seguinte: no menu do chapéu, clicar em "Control Center" e ir na aba Regional & Acessibility . Assim, em Keyboard Shortcuts, há uma série de comandos pré-programados, um deles é show desktop. Lá, é só setar o comando que você desejar. Já para abrir o konsole (ou terminal para o Ubuntu), tem que ir em input actions para criar um novo atalho. Escolha um nome (eu escolhi terminal pois é o nome que estou habituado), o atalho em keyboard shortcut e finalmente o comando que esse atalho vai executar, no caso, ``konsole'' . As figuras resumem:



Observação: não cometa o mesmo erro da figura acima. Como eu não sabia que havia os comando pré-selecionados , eu tentei criar um comando para exibir a área de trabalho, em analogia com o que eu sabia do Ubuntu. Porém, não deu certo e acabou dando conflito depois que setei o comando no keyboard shortcuts. Resolvi apagando esse atalho. Então, o para o comando para executar a linha de comando, o konsole, devemos ir em input actions e para o show desktop, em keyboard shortcuts.

Meu primeiro contato com o Red Hat não foi dos melhores, eu usava um Fedora Core 2 uu que não funcionava quase nada, era muito ruim. Esse Red Hat é, sem dúvidas, muito superior, é a versão atual. É provável que esse jeito de ajustar os atalhos só funcione em versões mais recentes do Red Hat. Se não funcionar, o jeito é tentar no jeito que eu mencionei pro Ubuntu. Apesar de esse Red Hat ser muito bom, ainda prefiro o Ubuntu. Pode ser trauma, costume, acho que é simpatia mesmo.

15 de jul de 2010

Como surgem trending topics

Já venho refletindo em como surge um trending topic no twitter de um tempo. Desde a campanha "CALA BOCA GALVAO" pelo menos. Tenho algumas teorias, mas decidi dar uma pesquisada no Google (e, tal qual pesquisas sobre algum assunto da aula do Brafman, achei quase nada). A única coisa que achei foi esse site legal, http://boingboing.net/2009/05/16/graph-of-how-topics.html , que apresenta um gráfico com as principais fases de um Trending Topic. Como já era de se esperar, a partir de certo momento, as pessoas começam a falar sobre o fato do assunto estar nos trendings. Eu vi isso pelo menos duas vezes, uma quando aparecer "Fidel Castro" e as pessoas só postavam "Por que Fidel Castro está nos TT?" e com o Volkswagen Golf, onde a maioria reclamava do fato do Twitter está fazendo propagandas nos TT. Porém, apesar do Twitter ter recentemente introduzido seus tópicos patrocinados, neste caso creio que não tenha sido (não estava com o símbolo de Tópico Patrodinado), o que me levou a crer que talvez tenha sido um macete da VW, que nem os macetes pra subir na pesquisa do Google. A partir do momento em que se está no TT, as pessoas naturalmente reforçariam falando sobre o fato de estar lá. Minha curiosidade é saber como foi isso. Os tópicos patrocinados são uma idéia relativamente fail do Twitter: eles colocam o tópico no último trending com o símbolo de tópico patrocinado e esperam esse mesmo efeito de as pessoas verem e comentarem. Dá certo algumas vezes e o tópico vai subindo (eu vi dar certo no primeiro, o filme do Toy Story III), mas outras vezes, o tópico fica lá em último, e você vai ver o que é falado e quase não se fala... Mas é uma idéia apreciável de maneira que a Microsoft Twitter Google Inc. from hell consiga ganhar algum dinheirinho sem ter que usar propagandas abusivas que se mexem ou coisas do tipo. No mínimo, expõe o patrocinador, o que já é coisa pra caramba. Bom, imagino que pessoas desesperadas procurando por algum assunto pra fazer tese de doutorado ou curiosos relativamente desocupados ou pessoas realmente bacaninhas façam pesquisa em cima disso e em breve terei mais informações. É um tema promissor. O que provavelmente acontece, na minha opinião, é que um grupo de nerds frustrados por não serem populares na escola, mas quererem ser populares na sua faculdade de computeiros (os populares (aerg) das turmas de computação), a partir de um blog famoso, lançam um negocio. Como seu twitter/blog já é muito lido, fica fácil que pessoas retwittem e/ou falem do assunto. E daí pra frente é um abraço. Às vezes tenho umas idéias pra campanhas (mas elas devem ser muito nerds e idiotas) e, como eu não sou popular, não iriam pra frente. É claro que eu não lanço pois não sou um cara de me exibir num epic fail... Muito menos ser um dos pseudo-populares (eu estou fazendo a imagem mental o tempo todo de um cara da faculdade heheeh he sucks). Mas, por que ninguém nunca lançou uma campanha pelo Twitter em português? Foi uma das idéias que me veio. Afinal, os trendings do mundo são em grande parte brasileiros e o orkut já é em português. Não é à toa, a comunidade brasileira na internet é muito forte, talvez só os japoneses e os norte-americfanos-shit-fromhell tenham uma influência comparável. Porém, os japoneses usam caracteres esquisitos e ninguém entender porra nenhuma mesmo (eu disse MESMO, nem tentar adivinhar que aquele monte de traços seja a nova bailarina da Lady Gaga ou o novo hit do Justin Bibigay). E os norte-americans? Eles acham que tudo é Lady Gaga... Então, podemos trancendentar pro mundo político, o Brasil não tem o erspeito devido. Temos influência, nós mandamos nessa porra, nossas escolas ensinam teoria da evolução (Marina Silva disapproves) e somos PENTACAMPEÕES. O Brasil podia blefar mais em relações internacionais, mas nossos representantes lá fora preferem ser um bando de bundões em cima do mundo que assim ninguém descobre que eles tão envolvidos com falcatruas no país deles, onde eles não ficam em cima do muro (apesar de continuar bundões), ao contrário, defendem seus interesses pessoais com todas as forças (e propina). Enfim, vou parar por aqui, como diria o Angelo, minha acidez já está extrapolando a escala do pH (aquele colégio que não me deu emprego). Bai!

4 de jul de 2010

Agora eu acredito em mensagem subliminar

De uns dias pra cá tenho ficado com músicas do Red Hot Chili Peppers na cabeça sem nenhum motivo e eu nem sou muito fã. Um dia, decidi olhar a pasta de dente que venho usando de uns dias pra cá.



Pra quem achou essa foto muito fake, aqui tá uma mais original (acredite, não ia perder meu tempo fazendo uma caixa de pasta de dente fake só pra ter assunto no meu blog, até porque não preciso disso já que ninguém lê essa bosta, mas não vou entrar nessa discussão filosófica de novo, o nome dessa bosta é Querido Diário porque ninguém lê, só eu, sacou? Não, porque não tem ninguém lendo, então, foda-se). Eis a pasta líquida que ia falando:



Descobri que vinha com a sensacional inscrição sabor Red Hot. Vim sendo manipulado por uma mensagem subliminar durante dias! Tá certo que recentemente vi um vídeo de dois colegas da faculdade com Red Hot na música de fundo, mas, sei não. Levo mais fé na força da mensagem oculta da pasta de dente. Outro caso: Tem um cara no meu msn que usa uma imagem de exibição de um lobo, sempre que vejo isso, fico com Cry Wolf na cabeça.

*ao som de Bom Jovem (Someday I'll be saturday night, Always e Wanted Deado or Alive)

3 de jul de 2010

LaTeX no Ubuntu / gedit / Compilando tex via terminal

Bom, estou acostumado a fazer meus documentos TeX no Winshell, no Windows. Decidi testar as opções no Ubuntu. Li alguns sites, eles recomendavam basicamente três programas, dos quais eu testei o Kile; infelizmente não tive muito sucesso com ele devido a algumas inconsistências entre alguns caracteres como letras acentuadas.

Procurei então, maneiras de se compilar diretamente pela linha de comando. e então descobri que o próprio gedit, o coringa de todos os programadores, tinha umas facilitações com o LaTeX. Primeiro, abri um documento .tex e todos as palavras reservadas (\begin , $math$, etc) ficaram coloridas. Descobri que tinha um plugin para o gedit. Tive um pouco de trabalho para instalá-lo e vou tentar transcrever aqui os passos de maneira mais simplificada.

PASSO-A-PASSO PARA INSTALAR PLUGINS NO GEDIT
- Fui no http://sourceforge.net/projects/gedit-latex/ e baixei o .tar.gz Descompactei para uma pasta qualquer. Dentro de uma da pasta interna, há um tutorial no INSTALL , caso queira lê-lo, dê um gedit INSTALL na pasta correspondente.
-O tutorial basicamente diz para copiar os dois arquivos gerados (um diretório e um arquivo. plugin) na pasta ~/.gnome2/gedit/plugins . Eu particularmente não percebi bem onde é esse diretório, mas acho que é uma pasta oculta no diretório principal. Continuando:
-Através do terminal, vá dando cd até a pasta onde compactou o tar.gz e dê:

cp GeditLaTeXPlugin ~/.gnome2/gedit/plugins

-Caso dê erro, é sinal que não há uma pasta plugins. Crie com um
cd ~/.gnome2/gedit/
mkdir plugins

-Volte ao diretório e volte a dar o
cp GeditLaTeXPlugin ~/.gnome2/gedit/plugins
e, em seguida,
cp -r GeditLaTeXPlugin/ ~/.gnome2/gedit/plugins
Não entendi muito bem o porquê desse -r, li que é para ser recursivo, mas não tenho conhecimento para dizer o que significa isso. Apenas vi que, se desse cp simplesmente, retornava um erro do tipo omitindo o diretório tal. Com o -r, funcionou perfeitamente.

-Não esqueça de repetir a operação para o GeditLaTeXPlugin.gedit-plugin

cp -r GeditLaTeXPlugin.gedit-plugin ~/.gnome2/gedit/plugins



-Pronto, o plugin já está "instalado" (desde que se tenha os requisitos, que não sei quais são, mas estão nos sites de referência, mas creio que em linux mais recentes e, em especial, atualizados, não haja problemas de incompatibilidade)

-Agora, abra o gedit. Editar > Preferências; Clique na aba Plug-ins e procure pelo LaTeX Plugin. Ative-o (aqui deu um pequeno lag) e assim, as opções para LaTeX ficarão visíveis.

A princípio, achei que seria como no Winshell, que teria um botão para compilar. Apesar de ter um botão LaTeX -> PDF , esse botão não fez nada aqui. Vi no http://strufts.blogspot.com/2007/08/latex-no-gedit.html que precisaria rodar pela linha de comando.



COMPILANDO LaTeX VIA TERMINAL
latex arquivo.tex

texi2dvi4a2ps arquivo.dvi -p

Aqui deu erro no segundo comando, pediu para que instalasse um programa, simplesmente aceitei a sugestão e dei um apt-get da vida.

Infelizmente, ainda não consegui compilar com a facilidade do Winshell, consegui criar um dvi, porém, sem a imagem. Aparentemente, há uma dificuldades na compilação com imagens e, ao rodar o segundo comando, não gerou o pdf. Mas, com mais calma, analiso melhor esse problema e edito aqui. Ou crio um tópico respondendo a esse.


REFERÊNCIAS
cp -r: http://www.vivaolinux.com.br/perguntas/verPergunta.php?codigo=38805
http://strufts.blogspot.com/2007/08/latex-no-gedit.html
download: http://sourceforge.net/projects/gedit-latex/

Palavras-chave: compilando latex via linha de comando / latex no ubuntu / latex no gedit

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...