27 de out de 2010

Twitter is dead

Realmente não fazia sentido falar sozinho, mas foi interessante, terapêutico. Mas minha dúvida se estava floodando ou não, coisas que não podia se perguntar. Estava se tornando um vício, que já venho reduzindo há algum tempo. Agora, pretendo largar de vez. Quando precisar gritar, cantar, mandar todo mundo se fuder, vou fazer como antigamente, venho aqui no blog e bosto. Porém, no twitter, sempre havia a possibilidade de alguém estar no momento que eu xingava e ler e talvez comentar, aqui não. Um dia talvez volte, vou deixá-lo vivo a princípio, não quero que roubem meu login. E nunca se sabe, sempre tem aquele tweet incontrolável que precisa ser twitado! Bem, ainda há o facebook, mas é muita frescura, não gostei. Então, até breve!
*ao som de Snow Patrol (The Lightning Strike)

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...