15 de dez de 2011

Ensaios Filo-Filosóficos

INTERNET: COMO COLOCAR A FACILIDADE E A DISTRAÇÃO NO MESMO LUGAR

Internet: seu anjo e seu demônio, ao mesmo tempo

Então veio a internet e facilitou a vida de todo mundo. Imagine fazer seu trabalho sem Google, Wikipédia, mesmo para acessar livros, poder acessar acervo de bibliotecas online, comprar livros pela internet... Mas, ao mesmo tempo, enquanto sentado nesta cadeira, encarando esta telinha, você é arrastado a entrar em páginas que vão diminuir a eficiência do trabalho: facebook, tumblr, twitter, 9gag... O computador tem um poder unificador: pode servir como televisão, rádio, telefone e por aí vai (gibi...). A diferença é que, antigamente, você deixava de assistir à televisão e sentava e estudava. Se estivesse na televisão, estava assinando que ia vagabundear. Estava bem claro na mente. Lembro de uma vez que deixei de ver o episódio da insígnea do trovão do Pokemon na casa do grande amigo Fernando para estudar. Então, por mais que fosse tentador ir para a TV, o video game, bastava desligá-los e se focar. Sim, é possível assistir a um programa e estudar, mas a atenção para um dos dois é bem diminuída. Isso acontece quando tento ver futebol ou fórmula 1 enquanto estudo, se eu tiver num ritmo bom, o foco no estudos é bom, e eu só presto atenção na telinha quando a narração mostra alguma empolgação, ou seja, lances de chance de gol ou alguma ultrapassagem. Mas, se for parar pra pensar, é só isso que interessa mesmo... Entretanto, sem um ritmo bom, os estudos ficam "difíceis" e qualquer 0x0 entediante se torna bem interessante (taí uma maneira de dar um caldo para jogos chatos, saca o livro de arquitetura de computadores).



Já com o computador conectado à internet, você tem ali a necessidade de ligá-lo por conta dos PDFs e da internet que pode tirar qualquer dúvida que porventura apareça. Mas, a menos de uma aba, você abre suas distrações que já estão logadas e pronto, a eficiência vai pro espaço. Aí, é aquele ciclo, que inclui reclamar do trabalho no twitter, tirar print screen/foto de alguma coisa relacionada à canseira do trabalho e tudo isso demora pra ser quebrado e, de novo, voltar ao ritmo. E não adianta, você sabe que não tem nada de novo a partir de certo ponto, mas fica descendo e revendo coisas inúteis. Devo notar que até mesmo a eficiência deste blog anda comprometida. E ai a palavra da moda é PROCRASTINAÇÃO.

"De acordo com pesquisa da consultoria Triad Consulting, os brasileiros dedicam apenas 1/3 do seu dia para atividades realmente importantes. " Exame
1/3? Antes fosse... Que utopia... Aí você pensa, ó cá, desligo a internet e sou feliz. E, então, de 5 em 5 minutos, você sente necessidade de acessar o Google, de ver um email explicativo. O que faço, às vezes, é ir anotando as dúvidas e só plugar o cabo da internet quando estiver impraticável. E isso funciona relativamente bem, o que me faz pensar em permanecer sem internet sem fio aqui. Eu vou acabar colocando (principalmente no verão, que aqui, onde fica o cabo, é quente demais, é bom ficar na varanda, onde se toma um vento), será que vou conseguir controlar? Analisando, eu conseguiria, mas se com o cabo, acontecem essas coisas, porque não aconteceriam sem? Só pelo fato de a mesa de estudos ser mais espaçosa, vou conseguir me focar? Só o tempo dirá... Meu anjinho otimista diz que sim, meu capetinha procrastinador diz que não.


Nenhum comentário:

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...