6 de out de 2012

Memes e suas mutações

Memes, em seu sentido original, lá do Gene Egoísta, significava algo que se espalha, como os genes numa relação sexual, só que, em vez de transmissão via sexo e definição de características como cor de cabelo, os memes são transmitidos através do boca-a-boca e definem idéias. Mas o próprio Ricard Dawkins não devia imaginar que sua idéia de meme sofreria uma mutação. Sim, os memes, tal qual os genes, podem sofrer mutações. Ele cita exemplos de como músicas são alteradas com o tempo e tenho um exemplo claro disso: a expressão "o castigo vem a cavalo" foi uma mutação da frase "o castigo vem ao cavá-lo". Um exemplo numa escala de tempo menor seria a brincadeira de telefone sem fio.
Expressões Populares são memes que sofreram mutações

Uma mutação memética


Presenciei, recentemente, nesse clima de eleições, uma mutação de um meme eleitoral. Um carro de som passou, tocando o número do candidato sem parar (digamos que seja trinta e sete, zero zero zero) e a criança começa a repetir isso. Primeiro, canta certo, trinte e sete zero zero zero, e vai errando, até chegar a um digamos, dezessete sete sete sete. O que é uma boa, já que, se o pai achar bonitinho e resolver votar, vai votar num número totalmente diferente da musiquinha.


Aconteceu que a mutação ocorreu com a própria idéia do Dawkins. O que era uma descrição para transferência de idéias, virou significado de carinhas toscas... Foi uma mutação. E, logo em seguida, se tornou figuras do conhecimento público em preto e branco... Temos o Obama, o Yao Ming e o patológico Neil deGrasse Tyson.




Agora, temos uma mutação dos memes-carinhas, o Site dos Menes, uma ironia boa, de forma geral...

NOVO MENE: O GALVÃO BUENO QUE SABE QUE ESSA RIVALIDADE BRASIL E ARGENTINA É SÓ INVENÇÃO PRA AUMENTAR AUDIÊNCIA retirado daqui

E, em tempos em que a transmissão de idéias é muito ágil e pouco referenciada, temos o problema do kibe. Fica difícil definir se duas pessoas tiveram a mesma idéia, se é uma idéia do quociente coletivo ou se houve mesmo um plágio...


O problema é que, você pode ter lido em algum lugar, achado engraçado e falado pra alguém que falou pra outro alguém que achou que tinham inventado essa coisa juntos e lançam - de novo - a coisa engraçada na internet. É a clonagem dos memes. Ou seria a reprodução assexuada?

Fiz essa piada em 2010, quando me explicaram o que é cupcake
E muita coisa não é referenciada... Nem todos têm a preocupação de dizer a fonte, alguns sites se preocupam bastante em referenciar, embora só a última fonte, nunca sabemos a origem... E é assim que a internet funciona, os compartilhamentos saem do controle e ninguém vai ficar ai patenteando frase de twitter... Mas, sim, algumas coisas claramente são kibadas...

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...