1 de jan de 2012

Natal 2011

Este natal deve ter sido o mais corrido de todos. Ta certo que a faculdade nos ultimos anos tem se apresentado mto tumultuada nesta epoca, sempre critica de trabalhos e acabo chegando ao natal querendo descanso. Talvez apenas tenha crescido, mas ha algo nessas musiquinhas monofonicas tipicas que me remetem a infancia de um modo muito forte, um saudosismo, uma vontade de sair na rua, sem muita consciencia da violencia do mundo la fora, apenas pra ver as luzes. Espiar sem pudor casa grandes e protegidas, iluminadas de maneira espetacular. Talvez eu nao veja mais nenhum significado religioso na data, teoricamente apenas mais um feriado superestimado, consumista e plagiado, uma festa paga que se perpetuou. Mas ainda assim, essas musiquinhas me retornam algum sentimento. Mesmo tendo plena consciencia disso tudo, vem aquelas lembranças da missa do natal e do ano novo com fogos la fora. E 2011 foi um ano que quase nao fui tocado por isso que eu chamo depressao de natal. Nao que seja exatamente triste, eh como um bom drama no cinema. Eh mais para melancolico: o limite entre triste e o agradavel. Mas esse sentimento veio nas ultimos dias deste ano que aqui se encerra. Apesar dos trabalhos acabando quase no talo do ano. E ok, nao senti tanto aquela agonia tipica, o importante eh que o sentimento nao morra. Feliz 2012... 31 de dezeçbro de 2011, 23 horas e 50 min

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Raphael Fernandes
Carioca, Brasileiro, Estudante de Robótica
Hiperativo, Imperativo
Gosto de tecnologia, de transporte, de Rock, de reclamar e de propagandas criativas (e outras coisas que posso ter falado em um post ou não)
Musicalmente falando, sou assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja também...